ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia Na mídia Boletim
Boletim Rute - 1º de dezembro de 2017

SBP faz alerta sobre a representação midiática de crianças e adolescentes em casos de violência

Em palestra apresentada no III Fórum de Pediatria do Conselho Federal de Medicina (CFM), realizado no dia 17/11, em Brasília, a secretária do Departamento Científico de Adolescência da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Dra. Evelyn Eisenstein, tratou sobre o papel da mídia ao abordar a imagem de crianças e adolescentes no contexto da violência.
 
A especialista questionou, principalmente, a falta de contextualização na cobertura de casos em que crianças e adolescentes são agentes ou vítimas da violência.
 
“Recentemente, um bebê foi baleado dentro do útero da mãe, na periferia do Rio de Janeiro. A mídia, ao invés de simplesmente noticiar, deveria ter levantado questionamentos sobre o porquê de ocorrerem tiroteios em comunidades a qualquer hora do dia. A pauta precisa incluir o direito à proteção da população que vive nessas localidades. Mas, infelizmente, no geral falta aprofundamento nas questões”, destacou a médica.
 
Durante a palestra, Evelyn apresentou ainda uma série de sugestões que podem ser aplicadas por médicos e suas entidades profissionais no combate à violência infanto-juvenil. Entre elas, a elaboração de campanhas sobre as consequências a curto e longo prazo dos maus tratos; a promoção de treinamento adequado nos cursos de graduação em medicina para o reconhecimento de agressões físicas em crianças e adolescentes; e o incentivo à educação em saúde para as próprias crianças e suas famílias.
 
Confira a cobertura completa da palestra aqui.
Foto: Site SBP

Decreto que dispõe sobre o Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde é publicado
O decreto que dispõe sobre o Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde (CMD), que faz parte do Sistema Nacional de Informações em Saúde (SNIS), como componente de informações essenciais sobre questões epidemiológicas, ações e prestação de serviços de saúde, foi publicado após sanção do presidente, Michel Temer.  O CMD consiste de um modelo de informação, estratégia de implantação, cronograma, orientações técnicas, aplicativos e documentações relacionadas, que serão disponibilizadas em sítio eletrônico mantido pelo Ministério da Saúde (http://conjuntominimo.saude.gov.br), para coleta dos dados sobre as ações e a prestação de serviços de saúde dos estabelecimentos de saúde, públicos e privados, em cada contato assistencial. 
 
Leia o decreto na íntegra aqui.

SIGs em destaque
 
SIG Acidente Vascular Cerebral (AVC)
O grupo visa a discussão de casos clínicos, o desenvolvimento de serviços de telemedicina para o AVC, a promoção de cursos diversos de reciclagem e o treinamento de equipes de saúde a distância. O próximo encontro será realizado na terça-feira, 5/12, das 10h às 11h e terá apresentação da Dra. Daniela Laranja, do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC). 

SIG Saúde Indígena
Criado para promover, a distância, a difusão e atualização dos conhecimentos técnico-científicos para contribuir na estruturação do subsistema de atenção à saúde dos povos indígenas, o grupo se reúne na quarta-feira, 6/12, das 9h30 às 11h30 para definir a agenda de encontros do primeiro semestre de 2018.
 
SIG Colaborativo em Educação Médica
Em funcionamento desde 2009, o grupo tem como principal objetivo promover a interação e atualização entre educadores da saúde. Para isso, propõe a participação de docentes das diversas profissões, que desempenham sua função em instituições de ensino superior, com palestrantes, relato de experiências e discussão de artigos reconhecidos da educação médica. Na quinta-feira, 7/12, o grupo se reúne para fazer uma avaliação das atividades desenvolvidas em 2017 e planejar o próximo ano. 
 
Confira a agenda completa.
 
- Os membros Rute, interessados em integrar qualquer um dos grupos, devem enviar solicitação para sig@rute.rnp.br
 
- A página dos SIGs do portal Rute também traz informações sobre todos os grupos especiais de interesse: http://rute.rnp.br/sigs;
 
- Todos os horários deste boletim usam como base o fuso de Brasília.