ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia Na mídia Boletim



Rute inaugura cinco núcleos: 3 em Recife, 1 em Salvador e 1 em Botucatu SP


A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) inaugurou, nesta sexta-feira (14/12), cinco núcleos da Rede Universitária de Telemedicina (Rute). Os beneficiados foram o Pronto Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco Prof. Luiz Tavares (PROCAPE) e o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) da Universidade de Pernambuco, o Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP), o Hospital Geral Roberto Santos da Secretaria da Saúde do Estado de Bahia e o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP).


O Secretário da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mozart Sales, deu início às inaugurações, na unidade do PROCAPE, em Recife, onde esteve presente junto com o Secretário de Saúde do Estado de Pernambuco, Antônio Carlos Figueira.

 

"É muito gratificante acompanhar uma iniciativa como a da Rede Universitária de Telemedicina. Essa é a grande aposta do Ministério da Saúde para a área de telessaúde nos próximos anos. Nossa meta é que até 2014 tenhamos 158 hospitais universitários interligados", afirmou Mozart Sales. O Secretário Estadual de Saúde completou: "Essa parceria entre a rede acadêmica e os hospitais universitários para melhorar a qualidade do atendimento na Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS) é fundamental porque o grande beneficiáiro acaba sendo a população usuária do SUS", disse Figueira. Com a integração do Centro Integrado de Saude Amauri de Medeiros, (CISAM) à Universidade de Pernambuco, Recife passou a contar com três hospitais universitários integrados. 

 

A cerimônia seguiu por videoconferência para os demais núcleos iinaugurados. Entre os que se apresentaram estavam o reitor da UPE, Carlos Callado; o vice-reitor da UPE, Rivaldo Mendes de Albuquerque; o diretor do PROCAPE, Sérgio Montenegro; o diretor do HUOC, Raílton Bezerra; o superintendente geral do IMIP, Gilliatt Falbo; a diretora do HGRS, Delvone Almeida; a diretora do núcleo de telessaúde do IMIP, Jeane Couto; a coordenadora do núcleo de telessaúde do PROCAPE, Arabela Nery Costa e os coordenadores dos núcleos de telessaúde do HUOC, Raul Melo, e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu da UNESP, Hélio Miot.

 

Diretamente do Japão, em virtude do 6º Simpósio de Telemedicina da Ásia, onde apresentou o trabalho realizado pela Rute, o coordenador nacional da Rute, Luiz Ary Messina, participou da cerimônia por videoconferência, ao lado do Dr. Shimizu, do Hospital Universitário de Kyushu, na cidade de Fukuoka, no sul do Japão. "Estamos avançando e alcançando degraus na expansão do conhecimento e da experiência.  Hoje já somos conhecidos internacionalmente e o Telessaúde é a mola mestra para mostrar para o mundo nossa atuação na assistência remota", ressaltou Messina.

 

Com os novos núcleos, a Rede Universitária de Telemedicina passou a ter 68 núcleos inaugurados e em plena operação em todo o Brasil. A iniciativa é considerada a maior do mundo, na integração de Hospitais Universitários e de Ensino, conectados à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. A pesquisa colaborativa e o ensino permanente utilizam-se da conexão para integrar os 50 Grupos de Interesse Especial em várias especialidades e subespecialidades da saúde que estão em plena operação com 600 sessões por ano de vídeo e web conferências: em média duas a três sessões científicas diárias com a participação de 300 instituições, inclusive algumas da América Latina.


 Entre outros objetivos, a Rute integra todos os hospitais públicos universitários e de ensino, cria formalmente núcleos de telemedicina, apoia a realização de videoconferências, análise de diagnósticos, segunda opinião continuada e educação permanente, e web conferência, entre hospitais universitários e universidades, através da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).  



 

Média (0 Votos)